468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Mercado aquecido faz TAM comprar mais aviões
fonte : Gazeta Mercantil
09-Mai-2006


A TAM Linhas Aéreas, maior empresa do Brasil com participação de 45% no mercado doméstico, revisou o tamanho da sua frota. No final de 2005, a companhia previa fechar 2006 com 85 aeronaves - agora a frota atingirá 90 equipamentos. Hoje a companhia tem 81 aviões em seus hangares. Segundo o presidente da empresa, Marco Antonio Bologna, o aquecimento do setor e a alta demanda por rotas internacionais proporcionaram a revisão.

De janeiro a março, a TAM transportou 5,55 milhões de passageiros, 31,5% a mais em relação a igual período de 2005. O número de assentos-quilômetros oferecidos (ASK) aumentou 26,5% nos três primeiros meses deste ano, passando de 6,531 bilhões em 2005 para 8,037 bilhões.

"Fizemos essa projeção em função dos novos vôos que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nos autorizou a operar", disse.

No primeiro trimestre, a companhia aumentou sua operação nos aeroportos do Galeão (Rio), Guarulhos (São Paulo) e Confins (Belo Horizonte), com novos vôos principalmente para as regiões Nordeste e Norte.

Segundo Bologna, a companhia iniciará em outubro vôo diário para Londres e adicionará para Buenos Aires dois vôos diários no segundo semestre (hoje são seis freqüências diárias). "E a partir de 30 de maio ampliaremos o número de vôos diretos para Nova York de quatro para sete freqüências semanais. Além disso, a partir de 1º de junho faremos a linha Manaus-Miami, também diariamente, complementando as outras três freqüências diárias já operadas para os Estados Unidos (duas para Miami e uma para Nova York)", completou.

Além das novas aeronaves Airbus previstas para este ano, Bologna adiantou que até o final deste semestre a empresa irá definir que modelo irá substituir os 20 Focker 100, que a companhia ainda opera. Entre os concorrentes, está o Embraer 190 e um equipamento da Airbus. "Estamos na segunda etapa de avaliação, estudando os custos benefícios de cada aeronave. Mas neste semestre anunciaremos qual a marca vamos comprar".

A TAM lucrou R$ 111 milhões no primeiro trimestre, crescimento de 108% em relação ao mesmo período do ano passado. "Este é o maior resultado já registrado pela companhia em um trimestre", ressaltou o executivo. O Ebitdar (geração de caixa da empresa antes das despesas financeiras, impostos, depreciação, amortização e aluguéis), teve aumento de 27,2% no comparativo com os primeiros três meses de 2005, totalizando R$ 376 milhões.

Já a receita bruta atingiu R$ 1,7 bilhão, 24,6% maior do que registrado no 1º trimestre de 2005. Somente no segmento doméstico a evolução foi de 29,8%, para R$ 1,3 bilhão. A receita obtida com cargas doméstica e internacional, por meio da TAM Express, também subiu 18,6%, encerrando o período com R$ 103 milhões.

O custo por assento-quilômetro (CASK) caiu 4,9% comparado aos três primeiros meses de 2005. Excluindo o combustível, essa redução foi ainda mais expressiva no período: 10%. A TAM gastou R$ 469,8 milhões com querosene de aviação.


mais notícias