468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Novo leilão da Varig ocorre dia 12
fonte : Folha de São Paulo
03-Jul-2006


A Justiça do Rio de Janeiro marcou um novo leilão da Varig para o próximo dia 12. O edital de leilão da Varig vai exigir de eventuais interessados em comprar a empresa a apresentação de uma carta de fiança bancária a ser apresentada junto com o lance. Segundo fontes ligadas à negociação, essa carta de finança teria valor de US$ 100 milhões.

A carta, que funciona como garantia de que o comprador terá o dinheiro para honrar o lance oferecido no leilão, será exigida para evitar a repetição do fracasso da última tentativa de venda da companhia.

No leilão do dia 8 de junho, o TGV (Trabalhadores do Grupo Varig) foi o único a apresentar proposta pela Varig, de R$ 1,01 bilhão. O grupo de trabalhadores da empresa, entretanto, não depositou o dinheiro como previsto em edital, o que levou a Justiça a anular o negócio.

O novo edital, que ainda não totalmente finalizado pela Justiça do Rio de Janeiro, mas deve ser publicado até amanhã, também vai exigir do interessado um depósito judicial de US$ 22 milhões. O dinheiro será utilizado para indenizar a VarigLog, ex-subsidiária de transporte de cargas da Varig, caso outra empresa compre a companhia aérea.

Única interessada no negócio até o momento, a VarigLog já depositou cerca de US$ 7 milhões na conta da empresa aérea desde a segunda-feira passada, dinheiro que possibilitou a continuidade de seus vôos.

O depósito de US$ 22 milhões teria como objetivo garantir a devolução de até US$ 20 milhões que podem ser repassados pela VarigLog à Varig até a data do leilão mais uma multa de US$ 2 milhões.

Dois dias antes do novo leilão, no dia 10, os credores da Varig deverão aprovar sua realização em assembléia e também analisar a proposta da VarigLog.

A ex-subsidiária, controlada pelo fundo americano Matlin Patterson e por empresários brasileiros, havia oferecido injetar US$ 485 milhões na Varig em troca de 90% de suas ações.

O dinheiro não seria utilizado diretamente para pagar os credores, mas para sanear e manter as operações da companhia.

Os credores, que têm a receber cerca de R$ 7,9 bilhões, ficariam apenas com 5% das ações da nova Varig, empresa que não herdaria essas dívidas.

Na última quinta-feira, após a Justiça manifestar preocupação com o pagamento das dívidas da Varig, a VarigLog fez alterações nessa proposta que ainda não são conhecidas.

A VarigLog garantiu apenas que os bilhetes já emitidos e as milhas do programa Smiles serão honradas em caso de concretização da compra da Varig.

Também afirmou que vai continuar a repassar recursos para o Aerus (fundo de pensão de funcionários de companhias aéreas). Dois planos de previdência de trabalhadores da Varig tiveram a liquidação decretada em abril, o que põe em risco as aposentadorias desses funcionários.

Não se sabe, entretanto, se a VarigLog decidiu alterar o valor de Us$ 485 milhões de sua proposta inicial nem se concordou em destinar parte dos recursos para o pagamento das dívidas com credores.

O promotor Gustavo Lunz, do Ministério Público no Rio de Janeiro, entretanto, concedeu parecer favorável à oferta redesenhada, o que permitiu que a Justiça começasse a trabalhar no novo edital.


mais notícias