468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Interessado na Varig quer acirrar competição
fonte : Invertia
05-Jul-2006


A Varig poderá se tornar uma companhia aérea de baixo custo, como as concorrentes Gol e BRA, caso seja arrematada num possível novo leilão pelo fundo de investimentos Cinzel Partners. O grupo articula um consórcio com investidores nacionais e estrangeiros para injetar US$ 600 milhões na Varig e concorrer com a Varig Log na compra da empresa.

Segundo o executivo que representa o Cinzel, Roberto Procópio de Lima Netto, ex-presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), se a companhia arrematar a Varig, será adotado o modelo de tarifas de baixo custo. A Varig, aliás, já está adotando esse perfil no atendimento aos passageiros e cortando gastos com serviço de bordo por conta da crise financeira.

Para participar do leilão da Varig, o Cinzel terá que fazer um depósito antecipado de US$ 22 milhões, para cobrir os US$ 20 milhões já disponibilizados à companhia aérea pela Varig Log, acrescido de 10%. Além disso, está prevista fiança bancária de US$ 100 milhões para evitar lances oportunistas.

A realização de um novo leilão da Varig terá que ser aprovada em assembléia de credores marcada pela Justiça do Rio para o dia 10 de julho e que corre o risco de ser adiada para o dia 14. O adiamento pode ocorrer porque a Varig Log ainda não detalhou como será mantido o fluxo de caixa da empresa que herdará as dívidas da Varig.

Primeiro leilão e nova proposta
O primeiro leilão da empresa ocorreu no dia 8 de junho, mas foi cancelado no dia 23 do mesmo mês. O consórcio NV Participações arrematou a empresa, mas não conseguiu concluir a compra. Liderado pela entidade Trabalhadores do Grupo Varig (TGV), o consórcio não conseguiu apoio do BNDES ou investimentos de parceiros que garantissem o pagamento dos US$ 75 milhões exigidos como primeira parcela da transação.

Após o anúncio do cancelamento do primeiro leilão, a Varig Log ofereceu US$ 485 milhões pela Varig e disponibilizou outros US$ 20 milhões para manter as operações da empresa até a conclusão das negociações.

A proposta Varig Log garante a manutenção do programa de milhas da empresa, o Smiles, e do fundo de pensão da companhia, o Aerus, que ameaça deixar de pagar os aposentados e pensionistas a partir do ano que vem. Em relação ao Smiles, que atende mais de 6 milhões de clientes no Brasil, a Varig Log garante a validade dos bilhetes já adquiridos.

A oferta será avaliada na assembléia de credores do dia 10 e a realização do novo leilão depende de sua aprovação.


mais notícias