468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Argentinos e Brasileiros presos na Europa!
fonte : Portal Uol
06-Jul-2006


Faz vários dias que o Mundial terminou para as seleções da Argentina e do Brasil, mas os torcedores que foram à Alemanha para apoiar seus times agora estão presos, já que não podem voltar a seus países por falta de vôos.

Ambas seleções foram eliminadas nas quartas-de-final, mas muitos torcedores continuam a percorrer as cidades alemãs pela impossibilidade de regressar a suas casas.

"A verdade é que queria voltar rápido, mas é impossível, não há vôos", disse à Reuters Nicolás, um argentino que andava pelas ruas de Nuremberg com várias sacolas nas mãos. "Aproveito para comprar presentes. Estou na lista de espera para um vôo na segunda-feira, 11 de julho."

"Eu por sorte estou na lista de espera para sexta-feira, tomara que consiga ir, porque estar na Copal sem a Argentina é uma tristeza", declarou Sergio.

Mas os argentinos não são os únicos com esse problema.

"Eu tinha volta marcada para São Paulo para a quarta-feira (12 de julho). Como o Brasil perdeu, eu queria voltar antes, mas é impossível", contou Eduardo, um médico de 56 anos que apesar da derrota de seu time passeia com a camiseta verde-amarela que diz "penta".

As possibilidades de voar para a América do Sul nestes dias são muito poucas, disseram à Reuters os operadores de várias linhas aéreas.

Na Aerolíneas Argentinas "não há nenhum lugar até sexta-feira (7 de julho). Não há lugares, há muitos torcedores argentinos e brasileiros querendo trocar suas passagens da semana que em para esta, mas é quase impossível", informaram no centro de atendimento ao cliente da empresa.

Na chilena LAN as coisas não são mais fáceis. Partindo da Alemanha se pode chegar a Madri, mas para sair da capital espanhola seria preciso esperar até princípios de agosto", informaram funcionários da empresa.

A única possibilidade é um longo trajeto com escalas que incluem a cidade equatoriana de Guayaquil, mas neste caso também os primeiros lugares disponíveis são para os "primeiros dias da próxima semana".

De mal a pior

A espanhola Iberia vive uma situação parecida. Um representante do atendimento ao cliente disse à Reuters que "não há nada até metade de julho. Muita gente quer trocar seus bilhetes por causa da Copa, mas além disso nesta época sempre é difícil, as passagens vendem que nem água".

Mas as piores perspectivas são as de quem pretende voar pela Varig.

A empresa enfrenta problemas financeiros há vários anos e acumulou uma dívida de mais de 7 bilhões de reais, e no ano passado recorreu à Justiça para evitar a falência e está em processo de recuperação judicial.

Há várias semanas a empresa, que mantém em operação pelo menos a metade de sua já reduzida frota de 61 aviões, teve numerosos itinerários domésticos e internacionais suspensos.

"Não há nada até dia 12 (de julho), está tudo cheio. Há muitos vôos cancelados e muitas trocas de passagens por causa da Copa", disse um representante do atendimento ao cliente.

"Além disso, Frankfurt é um dos poucos lugares de onde saem vôos, muita gente vem de Paris e Milão para poder voltar ao Brasil", acrescentou.


mais notícias