468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
PF investiga se piloto do Legacy falhou
fonte : Folha on Line
04-Out-2006


A Polícia Federal irá investigar se o piloto Joseph Lepore, envolvido no acidente que vitimou 155 pessoas na última sexta-feira, teve responsabilidade na colisão entre o Boeing da Gol e a sua aeronave, o Legacy 600. Lepore e o co-piloto Jan Paul Paladino estão impedidos de deixar o país desde a segunda-feira, quando tiveram os passaportes apreendidos.

O superintendente substituto da PF em Mato Grosso, Geraldo Pereira, afirmou que a investigação atende a pedido do procurador da República em Cuiabá, Thiago Lemos de Andrade. Conforme Pereira, a PF vai apurar se o piloto do jatinho pode ser responsabilizado por homicídio culposo (sem intenção), caso não tenha "tomado cuidados necessários para evitar o acidente".

Conforme a Folha apurou, o Legacy não estava na altitude prevista no plano de vôo registrado --deveria estar a 36 mil pés de altura, mas estava a 37 mil. Em depoimento à Polícia Civil de Cuiabá, no sábado, o piloto não informou que isso havia ocorrido.

A PF incluiu ontem os nomes de Lepore e Paladino no Sinpi (Sistema Nacional de Procurados e Impedidos). Assim, eles não podem deixar o país até segunda ordem.

Além disso, ontem à tarde, a PF apreendeu os passaportes dos dois. A apreensão dos documentos de Lepore e Paladino foi autorizada pelo juiz Tiago Souza Nogueira de Abreu, da Comarca do município de Peixoto de Azevedo (MT), na região onde caiu o avião da Gol.

"Os dois são testemunhas essenciais nesta fatalidade. Possivelmente, após o resultado da perícia, será essencial um novo depoimento deles. É uma medida [a apreensão de passaportes] de cautela porque não se descartou falha humana. Estamos nos preparando para a hipótese", afirmou o procurador.

O piloto e co-piloto passaram o dia fazendo exames médicos no Cemal (Centro Médico Aeroespacial) da FAB (Força Aérea Brasileira); na véspera, haviam prestado declarações sobre o acidente na Divisão de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (DIPAA), próximo ao Aeroporto Santos Dumont, no Rio.

Representantes da Gol e do Controle de Tráfego Aéreo também devem ser ouvidos. Acompanhados de um advogado e assessorados por três representantes do Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio, nem os pilotos nem os diplomatas falaram à imprensa.


mais notícias