468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Novo sistema informará passageiros sobre atrasos nos vôos
fonte : Terra
22-Nov-2006


O presidente da agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, garantiu hoje que os usuários não terão mais problemas de informação sobre os atrasos de vôos em todo o País. O grupo de trabalho montado após o início da crise aérea, formado pela Infraero, pela Aeronáutica e pela Anac, se reuniu hoje e decidiu formar um sistema integrado de informações, que poderá informar os usuários ainda em suas casas sobre a situação dos vôos.

A partir dessa tarde, centrais de informações já estarão disponíveis nos aeroportos de todo o Brasil. Essas centrais não terão uma sede, mas as informações poderão ser adquiradas tanto com as companhias aéreas como com a própria Infraero.

O presidente da Anac disse ainda que a intenção é fazer com que as informações sobre os atrasos cheguem aos usuários ainda em suas casas. A dificuldade para que isso ocorra imediatamente, no entanto, é grande, já que a maioria dos passageiros não fornece o número de telefone na compra da passagem.

"A nossa intenção é essa (de prestar informações em casa), pois é muito mais confortável ficar esperando em casa ou no hotel do que na sala de embarque de um aeroporto", disse Zuanazzi.

Sobre ajustes de rotas em todo o País, Zuanazzi disse que o grupo de trabalho não chegou a nenhuma medida efetiva. Segundo ele, o remanejamento está sendo fortemente estudado, mas as dificuldades de mexer nas rotas são muito grandes.

O ponto principal, segundo Zuanazzi, é a malha integrada de vôos. "Quando se mexe em um horário, toda a rota da aeronave é alterada".

Após a reunião, o presidente da Infraero, brigadeiro João Carlos Pereira, reafirmou que pretende diminuir a malha controlada hoje em Brasília. A idéia é que parte dos vôos passem a ser controlados por Recife e Manaus, diminuindo assim o fluxo do Cindacta de Brasília. A idéia é que o estudo sobre a readaptação fique pronto já no final desta semana.


mais notícias