468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Turismo: Brasil cresce e é o 36o. destino mais procurado
fonte : Folha de São Paulo
26-Fev-2007


Dados da OMT (Organização Mundial do Turismo) mostram que o Brasil é o 36º destino mais procurado no mundo. Em 2005, ano de referência do estudo, o país atraiu cerca de 5,4 milhões de turistas. O resultado indica um crescimento de 11,8% em relação ao ano anterior. O ritmo da expansão brasileira é superior à média mundial. Em 2005, o crescimento do setor de turismo foi de 5,3%.

Quem confirma a tendência favorável é José Francisco de Salles Lopes, diretor do departamento de pesquisas e estudos da Embratur. Apesar da crise da Varig e do setor aéreo, Lopes estima que o País tenha atraído ao menos 5 milhões de turistas no ano passado. Os dados oficiais ainda não foram divulgados.

O Brasil é o único país da América do Sul a fazer parte dos 40 destinos mais procurados no ranking da OMT. Ele figura atrás de países como Tunísia, África do Sul, República Tcheca e Arábia Saudita. A lista de primeiros colocados é formada predominantemente por europeus. A França, primeira da lista, atraiu 75,9 milhões de turistas em 2005, e a Espanha, a segunda no ranking, atraiu 55,9 milhões de estrangeiros.

Segundo Sandra Carvao, chefe do departamento de Promoção e Marketing da Organização Mundial do Turismo, os dados são compilados a partir de informações dadas pelos próprios países.

Receitas

Em termos de receitas, o desempenho do Brasil é levemente inferior. Ele aparece como o 42º no ranking, com um total de US$ 3,9 bilhões em 2005, atrás de Indonésia, Hungria, Líbano, Nova Zelândia, entre outros. A participação de mercado do Brasil é de apenas 0,6%. Os dados sugerem que os gastos não acompanham o volume de entrada de turistas.

Segundo Salles Lopes, da Embratur, esse quadro está mudando nos últimos anos. "Estamos atraindo um turista com gasto médio cada vez maior. É um turista de maior qualidade e que fica mais tempo em viagem", disse.

Em janeiro, a entrada de dólares no Brasil com turistas estrangeiros bateu recorde e somou US$ 484 milhões. O resultado representa uma alta de 20,39% ante janeiro de 2006. Para Adonai Teles, pesquisador do Núcleo de Turismo da FGV, a posição do Brasil no ranking deve ser relativizada por conta do grande fluxo de viagens de turistas europeus no próprio continente.

"Os europeus viajam entre os países da Europa com todo tipo de vantagem, e os dados incluem tanto o turista que vai para passar férias como estudantes. Eles são beneficiados pela questão geográfica e pelo poder aquisitivo elevado. Outros países que aparecem na lista fizeram um trabalho específico de marketing para atrair turistas, como a África do Sul."

Segundo Lopes, o país tem tentado elevar sua atratividade com uma participação maior em feiras e com a criação de escritórios brasileiros de turismo no exterior. Esses escritórios têm contato permanente com agentes de viagem e ajudam a promover o país.

Rio

O Rio de Janeiro continua a ser o principal destino para o turista estrangeiro. Em 2005, cerca de 900 mil turistas visitaram a cidade. O segundo destino mais procurado é Foz do Iguaçu. Como região, o Nordeste é o principal destaque, com aumento de freqüências de vôos charter que ligam a Europa a cidades no litoral.

A próxima meta da Embratur é atrair chineses e japoneses. "Eles não viajam em busca de praia. Em Foz do Iguaçu, recebemos 17 mil chineses e 15 mil japoneses no ano passado. Queremos aumentar esse número."


mais notícias