468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Parada Gay espera reunir 3 milhões de pessoas no domingo
fonte : Estado de São Paulo
07-Jun-2007


No próximo dia 10 de junho, São Paulo vai realizar a 11a edição da Parada do Orgulho GLBT (Gays, Lésbica, Bissexuais, Travestis e Transexuais) - edição 2007. A expectativa é de que neste ano o evento consiga reunir 3 milhões de pessoas, que devem percorrer a Avenida Paulista e a Rua da Consolação, no sentido centro, para celebrar o o tema "Por um mundo sem racismo, machismo e homofobia!".

"O enorme alcance social obtido através da Parada de São Paulo abre este ano espaço para que o movimento fale sobre o mundo que queremos construir a partir de nossa mobilização: um mundo onde o racismo, o machismo e a homofobia, em todas as suas formas, não mais existam", diz o presidente da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, Nelson Matias Pereira.

Uma das grandes novidades deste ano é que a Parada do Orgulho GLBT ganhou um maior volume de patrocínios e apoios financeiros. Pesquisa realizada em 2006 pela São Paulo Turismo, mostrou que a economia paulistana recebe um aporte de mais de 200 milhões de reais a cada realização da parada. Com milhares de empregos temporários gerados, a movimentação financeira atinge bares, hotéis, restaurantes, shoppings, cinemas, teatros, meios de transporte, lojas e agências de viagens gerando para a cidade uma receita maior que a da maioria dos municípios brasileiros.

Alguns dos apoios financeiros às atividades foram confirmados por parceiros do setor público, como o Ministério do Esporte, o Ministério do Turismo e a Prefeitura de São Paulo. "A consolidação do apoio do Ministério do Turismo representa um reconhecimento da importância da Parada para o turismo brasileiro, ao projetar uma imagem de acolhimento da diversidade pelo país e pela cidade de São Paulo, em particular", afirmou Regina Facchini, vice-presidente da APOGLBT. Outras instituições públicas e privadas também apóiam financeiramente a parada paulista.

Vinte e cinco trios elétricos já estão confirmados para a 11a. Parada. Oito trios são de empresas do segmento GLBT, nove serão ocupados pela APOGLBT e parceiros, além de oito outros confirmados por entidades da sociedade civil.

Outros eventos
No dia 7 acontece a 1a. Corrida Internacional Pela Diversidade, dando a largada à série de atividades do feriado. Ao amanhecer do feriado de Corpus Christi, cerca de duas mil pessoas deverão correr pelo centro histórico de São Paulo, em uma celebração da diversidade étnica, sexual e cultural da capital paulista.

A corrida terá a largada às 7h30 na Rua Maria Antônia, em frente à Universidade Mackenzie, com chegada prevista para antes das 9 horas, dando início à 7a. Feira Cultural GLBT que ocorre no Vale do Anhangabaú. Na chegada, será montado um podium para posicionar os primeiros colocados e para que outros participantes possam tirar fotos.

O percurso da prova será de 5 km em cima do Elevado Costa e Silva. Os interessados podem se inscrever pelo site www.ativo.com. Também deverão participar da corrida pessoas com deficiência. Todos os que chegarem ao final da prova receberão medalha de participação. Haverá troféus para os primeiros colocados, assim como registro na Federação Paulista de Atletismo.

Ainda no dia 7 de junho, das 10 horas às 22 horas, acontece a Feira Cultural GLBT 2007. Promovida pela APOGLBT desde 2001, a feira terá sua primeira edição fora do Largo do Arouche, no centro de São Paulo, transferindo-se para o Vale do Anhangabaú, na mesma região da capital paulista.

Na edição de 2006 foi estimada a presença de mais de 100 mil pessoas que lotaram o Largo do Arouche, com expectativa de superação deste número em 2007. A Feira é um evento gratuito, aberto à participação de todos, com aproximadamente 100 tendas dispostas no espaço do Vale, com artigos de moda, livraria, música, design, arte, serviços, alimentação, etc. Parte das cem tendas são ocupadas por organizações da sociedade civil e órgãos governamentais, que atuam na defesa dos direitos de GLBT, para divulgação de informações à população.

Também no Vale do Anhangabaú, se apresentarão artistas e personalidades destacadas da noite GLBT paulistana, tais como djs, drag queens, performers e show musical de Bella Guima, com tributos a Cássia Eller e Cazuza. Neste evento também é entregue o Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade às personalidades que se destacaram na cultura e defesa dos direitos de GLBT durante o ano. O prêmio é um troféu concebido pelo designer Duílio Ferronato.


mais notícias