468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Estrada se torna alternativa ao avião
fonte : O Tempo
17-Jul-2007


Venda de pacotes rodoviários dispara nas agências de turismo; crescimento das aéreas, projetado em 20%, cai para 8%

Cansaço estampado nos rostos, filas em busca de informação, crianças dormindo em cima da bagagem, nervos à flor da pele... Para ficar livre desse clima que se tornou um pesadelo nos aeroportos brasileiros, a alternativa que o consumidor encontrou nas férias de julho foi a troca do pacote turístico aéreo pelo rodoviário.

De ônibus ou mesmo no carro particular, em destinos mais próximos do local onde residem, os turistas que não haviam fechado negócio com antecedência estão buscando essa opção nas agências de viagens para aproveitar melhor as férias. Empresas que apostaram no produto colhem bons frutos. Com a opção de colocar literalmente o pé na estrada, a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), que esperava um crescimento de 20% nas vendas de pacotes aéreos, viu a projeção despencar para um número bem menor, 8%.

As vendas só não caíram mais porque, segundo José Carlos Vieira, diretor da Abav, a maioria dos que estão viajando nesta temporada adquiriu os pacotes com antecedência, no início do ano, quando o caos ainda não estava instalado no espaço aéreo brasileiro. Na relação custo/benefício, conforto, distância e tempo na estrada pesaram na escolha dos roteiros, colocando o litoral nordestino em segundo plano. "O preço do pacote não compensa o desgaste", avalia Vieira. Em contrapartida, roteiros como Caldas Novas, em Goiás, e o Circuito das Águas estão sendo redescobertos.

Pacotes aéreos
"Tivemos um crescimento de 35% na venda de pacotes para Caldas Novas", confirma o diretor da Graça Tour, Walder Teixeira Cassino. No ano passado, 90 pessoas haviam fechado pacotes para este mês. Agora, os três ônibus fretados pela empresa levarão 150. Na empresa dele, passado o primeiro momento da crise nos aeroportos as vendas voltaram ao normal, tanto que hoje não há disponibilidade de pacotes aéreos.

Em junho, quando o problema nos aeroportos veio novamente à tona, a procura recuou, num movimento contrário à tendência do mercado, que é de aquecimento em julho, quando o consumidor busca pacotes para setembro e outubro, meses de baixa temporada. Em contrapartida, a procura por pacotes rodoviários e a busca por hospedagem em hotéis-fazenda dentro do Estado dispararam.

Além da possibilidade de viajar no carro próprio com toda a família, recaíram sobre a escolha o preço e a oferta de serviços diferenciados, como atividades de lazer monitoradas para crianças e passeios com guias. Na Ytur Turismo, conforme a diretora Regina Casale, as vendas de pacotes para Campos do Jordão e o parque Hopi Hari, em São Paulo, e serra de Itaipava, no Rio de Janeiro, surpreenderam. "Tivemos um crescimento de 20% em relação ao ano anterior", revela.

A agência, segundo ela, também tem sido bastante procurada apenas para a reserva de hotéis. "São clientes fiéis que conhecem a qualidade do nosso serviço e sabem que o traslado não é responsabilidade nossa, estão dispostos a viajar, aproveitar os passeios que oferecemos sem o risco de ficar preso nos aeroportos", acredita.


mais notícias