468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Para especialistas, apenas transcrição da caixa-preta não esclarece
fonte : Correio Brasiliense
02-Ago-2007


Os mistérios que cercam o vôo 3054 ainda estão longe de ser elucidados, na avaliação de especialistas. Profissionais experientes consultados pelo Correio afirmaram que apenas a transcrição do diálogo entre os tripulantes do Airbus da TAM, nos 30 minutos finais do vôo que partiu de Porto Alegre, e das consultas feitas à torre de controle de Congonhas é insuficiente para esclarecer as circunstâncias do acidente que matou quase 200 pessoas no último dia 17, em São Paulo.

Apesar de a caixa-preta de dados revelar que a turbina direita da aeronave estava acionada o suficiente para uma decolagem, segundo um integrante da comissão que investiga o acidente não é possível afirmar que o manete tenha sido manipulado pelo comandante. “Para um piloto posicioná-lo de forma errada, ele teria que desejar o suicídio. É como se um motorista de carro visse o sinal fechado e pisasse propositalmente no acelerador no lugar do freio”, diz. Ele acrescenta que pode ter havido uma falha de comunicação entre o computador de bordo e o comando do piloto.

Para o comandante Célio Eugênio Abreu, assessor de Segurança de Vôo do Sindicato Nacional dos Aeronautas, qualquer conclusão sobre as causas do acidente agora seria precipitada e imprudente. “Ficou claro que eles não conseguiram desacelerar a aeronave. Temos que descobrir o porquê. Ninguém me convence que o manete estava em posição errada propositalmente. E, se estivesse, haveria registro na caixa de voz justamente por se tratar de um procedimento fora do comum”, afirma o comandante.

Conjunto de falhas
Integrante da comissão que investiga o acidente, o especialista não descarta nenhuma das possibilidades levantadas até agora. Mas, pelo que já foi estudado, ele crê que tenha ocorrido um conjunto de falhas operacional, material e humana, “nesta ordem”. “Os pilotos são treinados em simuladores de pouso de emergência para agir rápido. Ou seja, essa situação não é nova para eles. Mas temos sempre que lembrar que se trata de pessoas comuns como nós, que se emocionam, sentem medo, ficam nervosos e sofrem de ansiedade”, destaca o comandante.

Com experiência em Airbus, o piloto ressalta ainda que, se o manete estivesse posicionado erradamente, haveria tempo suficiente no procedimento de pouso para colocá-lo na posição correta. “Como o diálogo deixa claro que os pilotos sabiam que só havia um reverso funcionando, o cuidado com o manete seria redobrado”, atesta o comandante.

Todos os especialistas ouvidos pelo Correio sustentam que o Airbus consegue pousar perfeitamente apenas com um dos reversos (equipamento que auxilia a frenagem do avião no procedimento de pouso) funcionando. “O que faz um avião parar com segurança são os freios automáticos, o pedal e, por último, o freio de emergência. Os reversos são usados apenas como auxílio”, frisa.

Oficialmente, as investigações sobre a tragédia começam hoje, com uma reunião, em São Paulo, entre vários especialistas e autoridades do governo no Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Os integrantes da comissão analisarão justamente os diálogos da caixa-preta de voz.


mais notícias