468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Crise aérea faz procura por ônibus crescer 20%
fonte : O Estado de São Paulo
17-Set-2007


Movimento dos vôos domésticos caiu 3,7% em agosto deste ano, em relação a 2006.

No mesmo mês, número de passageiros de ônibus cresceu 20% nas rotas de até 600 km.

O acidente com o Airbus A-320 da TAM em Congonhas - que deixou 199 mortos, há dois meses, na maior tragédia aérea da história do país - aumentou a desconfiança dos passageiros com o transporte.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o movimento nos vôos domésticos do país caiu 3,7% em agosto, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Enquanto isso, o número de passageiros de ônibus cresceu 20% nas rotas de até 600 quilômetros e cerca de 15% nas viagens mais longas, conforme dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Só no feriado de Sete de Setembro, por exemplo, 480 mil pessoas passaram pelos Terminais Rodoviários do Tietê, Barra Funda e Jabaquara, em São Paulo - um resultado 10% maior do que o registrado no mesmo feriado do ano passado.

De acordo com a Anac, a ocupação média dos aviões também recuou: de 73% em agosto de 2006 para 59% no mês passado. Em julho, a taxa de ocupação havia sido de 72%. "Apesar de morrer muito mais gente nas rodovias, esses números mostram o medo do brasileiro de ficar preso nos aeroportos, sem conseguir viajar", diz o especialista em transportes Nazareno Stanislau Affonso. "Mas ainda é cedo para falar em tendência. Vamos ter de esperar até as férias de fim de ano para saber se as empresas aéreas vão conseguir readquirir a confiança dos viajantes. Quem está trocando o aéreo pelo terrestre neste momento é principalmente o empresário, que não pode tolerar atrasos.


mais notícias