468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
CPI do Apagão Aéreo apresenta relatório e deve responsabilizar Anac
fonte : O Globo
18-Set-2007


Os deputados Luciana Siqueira e deputados Marco Maia (PT-RS, relator) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), durante reunião da CPI do Apagão Aéreo na Câmara;

A CPI do Apagão Aéreo na Câmara deve responsabilizar a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pelo caos aéreo e sugerir que a agência se dedique apenas à fiscalização, enquanto o Conselho Nacional de Aviação Civil (Conac) ficaria responsável pela regulamentação do setor. A apresentação do relatório final da comissão será apresentado a partir das 11h desta terça-feira, e pode ainda sugerir o indiciamento da ex-diretora da Anac Denise Abreu, por improbidade administrativa e fraude processual.

O relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS), deve recomendar também a construção de um terceiro aeroporto em São Paulo. Também deve estar incluído no relatório o fim das passagens gratuitas para diretores da Anac e a idéia de que seja proibido uma aeronave voar com um dos reversos com algum tipo de problema.

- A tarefa que ela (Anac) precisa assumir como prioritária é a tarefa da fiscalização. Para isso, tem que se comportar como órgão fiscalizador, que não aceita passagens aéreas, que não aceita benesses e que não se relaciona com as companhias aéreas para estabelecer o processo de regulação - defendeu Maia.

O texto terá cerca de 700 páginas e abordará as condições de segurança de vôo no território brasileiro, o controle do tráfego aéreo, a tensão entre os controladores de vôo e o Comando da Aeronáutica, a infra-estrutura aeroportuária, a regulamentação do setor aéreo, e as prováveis causas dos acidentes ocorridos em 2006 e 2007 com os aviões da Gol e da TAM, entre outros pontos.

Nesta quarta-feira, Maia apresenta a segunda parte do relatório. Para quinta-feira estão previstas a discussão e a votação do texto. Apesar de filiado ao PT, o relator defende o indiciamento de Denise Abreu. Mas há uma briga nos bastidores que envolve a base do governo e a oposição sobre o indiciamento, por improbidade administrativa e fraude processual.

Maia a considera responsável pela inclusão, no recurso da Anac, de uma instrução normativa que não estava em vigência para convencer a Justiça de São Paulo a liberar a pista de Congonhas. Mas outros parlamentares da base do governo não aceitam. A saída intermediária pode ser a recomendação de que ela e toda a ex-diretoria da Anac respondam a um processo administrativo.

Deputados da oposição querem pedir tamebém o indiciamento de toda a diretoria, inclusive do presidente da agência, Milton Zuanazzi.

- Há elementos para o indiciamento, quer seja por ineficiência, improbidade administrativa, omissão, questões que estão, inclusive, tipificadas na lei da agência. O indiciamento não pode ser só com relação a este ou aquele diretor, lembrando que todas as decisões da Anac se dão por colegiado. Ou foram cúmplices ou foram omissos - afirmou o deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR).
Anac autoriza funcionamento de Congonhas em dias de chuva

A Anac autorizou o Aeroporto Internacional de Congonhas a funcionar em dias de chuva. A medida passou a vigorar sábado, quando a Infraero concluiu as obras de "grooving" (ranhuras que aumentam a aderência na pista) nas cabeceiras das pistas principal e auxiliar e transformou esses espaços em áreas de escape das aeronaves, reduzindo as pistas. A falta de grooving foi a primeira polêmica do acidente com o avião da TAM, que matou 199 pessoas e que completou dois meses nesta segunda.

Segundo a assessoria de imprensa da Anac, a restrição ao pouso de aviões em dias de chuva, que estava imposta desde o dia do acidente, foi suspensa porque a Infraero apresentou teste de atrito do asfalto da pista feito sexta-feira, um dia antes de entregar as obras. O coeficiente de atrito deve ser superior a 0,50 e, de acordo com a agência, o resultado obtido foi satisfatório. A Anac, no entanto, não informou o resultado do teste.


mais notícias