468










Informações Locais
Brasil
Europa
América do Sul
America do Norte
Ásia
América Central / Caribe
África
Oceania

Informações Gerais
Trabalho no Exterior
Passagens Aéreas
Dicas de Imigração
Como me Locomover
Onde Dormir
Como me alimentar
Preparar a Mochila
Quanto vou Gastar
Notícias do Turismo
Vistos e Vacinas

Comunidade
Fórum VDM
Mochileiros em Viagem

Ferramentas
Álbum de Fotos
Conversor de Moedas
Conversor de Medidas
Quiz Voudemochila

Institucional
Anuncie no Voudemochila
Quem somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Questões Frequentes
Indique o Voudemochila
News Voudemochila
Estatísticas do Site
Trabalhe Conosco
Mapa do Site
Links Úteis

Parceiros
Vagas de emprego Jooble

Ler notícias Home > Notícias > Ler notícias
Internet é a fonte de informação dos passageiros
fonte : Agência O Globo
28-Jan-2008


A internet é a fonte de informação mais popular entre os brasileiros que viajam de avião. Segundo pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo, 44% dos usuários dizem utilizar a internet mais que qualquer outro veículo como fonte de informação. O veículo ficou à frente da televisão (40%), dos jornais (9%) e do rádio (6%) – 1% disseram não ter preferência. Mas a televisão continua sendo o veículo de comunicação de massa mais importante para a sociedade como um todo. Na pesquisa, foram entrevistadas 1.215 pessoas entre os dias 5 e 9 de novembro, nos aeroportos de Cumbica (SP), de Congonhas (SP), do Galeão (RJ), de Santos Dumont (RJ) e de Brasília (DF).

Entre os mais jovens, o índice de preferência pela internet é ainda mais expressivo. No grupo de entrevistados entre 17 e 19 anos, 63% disseram preferir a internet, enquanto apenas 26% citaram a televisão. No grupo de 20 a 29 anos, esses percentuais foram, respectivamente, de 56% e 35%. A televisão só recupera a dianteira entre os mais velhos, a partir da faixa de 40 a 49 anos de idade.

Quem viaja a trabalho também tem maior hábito de se informar pela internet: 48%. Nesse grupo, apenas 34% disseram preferir a TV, 11% o jornal e 6% o rádio. Entre os viajam para fazer turismo, a TV é a preferida por 46%, enquanto a internet tem 41% das preferências, o jornal 7% e o rádio 5%.

As mulheres, porém, continuam preferindo mais a televisão à internet. Entre elas, a TV tem a preferência de 45% das entrevistadas, enquanto a internet chega a 40%. Entre os homens, a preferência pela internet é de 48% e pela televisão, de 36%. As diferenças de gênero quanto aos jornais e ao rádio são desprezíveis.

"Os resultados da pesquisa mostram claramente que a internet pode superar no futuro a televisão como principal fonte de informação no Brasil. Ainda que o grupo de entrevistados seja muito peculiar, com altos níveis de educação e renda, o crescimento econômico do país e a rápida expansão da venda de computadores e dos serviços de internet sugerem que os hábitos de comunicação estão num período de transformação", diz o cientista político Wladimir Gramacho, diretor da FSB Comunicações, responsável pela pesquisa.

Mulheres são maioria entre os que viajam de avião para fazer turismo

Quase a metade dos viajantes de avião em dias de semana é formada por pessoas que fazem turismo. Segundo a pesquisa, 47% dos entrevistados entre os dia 5 e 9 de novembro (segunda e sexta-feira, respectivamente) disseram que viajavam a turismo. Outros 51% disseram viajar a trabalho, enquanto 2% indicaram outros motivos.

A pesquisa também mostra que o perfil de quem viaja de avião a turismo e a trabalho é muito diferente. Entre os homens entrevistados, 64% disseram viajar a trabalho e apenas 35% a turismo. Entre as mulheres, a proporção é inversa: 63% disseram viajar para fazer turismo, enquanto apenas 36% disseram voar a trabalho.

A pesquisa também mostra uma "curva do lazer" ao longo da vida. Se até a faixa etária de 20 a 29 anos a maioria das pessoas viaja para fazer turismo, entre 30 e 49 a maioria viaja mesmo a trabalho. A predominância do lazer só volta a aparecer entre os que têm mais de 50 anos. O perfil dos usuários de aeroportos também difere bastante quanto ao objetivo da viagem e a renda. Entre os entrevistados com renda até R$ 1.900, a maior parte declarou estar viajando para fazer turismo. Acima dessa faixa de renda, os viajantes tinham em sua maioria o trabalho como destino. Entre os entrevistados com renda superior a R$ 7.600 (117 pessoas), 61% declararam viajar a trabalho, enquanto apenas 39% a turismo.


mais notícias